A polêmica da família fantasiada de Aladim

Quem entrou nas redes sociais nesse carnaval viu a chuva de posts contra e favor da família fantasiada de Aladim. Quem não viu, eu explico. Uma família resolveu pular o carnaval fantasiada com uma fantasia que englobassem todos (pai, mãe e filho), assim como várias outras. E decidiram representar o filme Aladim: o pai era o Aladim, filho era o Abu, macaquinho melhor amigo do Aladim e a mãe era a Jasmine. 

 

A questão é que o filho, fantasiado de macaquinho, era negro. Aí, os politicamente corretos de plantão logo levantaram a bandeira do racismo. Que uma criança negra nunca poderia estar fantasiada de macaco.

Racismo ou não, o fato é que com as redes sociais as pessoas se acham no direito de falar o que bem entende deliberadamente. Não pensam que quem está do outro lado também é um ser humano que tem suas histórias, que ama, que sofre, que se magoa.

Você sabe a história dessa família? Você sabe o que eles passaram? Você sabe se o Aladim significa alguma coisa para eles ou para o menino? Ao invés de perderem tempo com a vida alheia, gastem suas energias sendo felizes ou fazendo algo para o próximo ou qualquer outra coisa. Mas parem de julgar!

Mudando um pouco a prosa, gostaria de saber quem foi a primeira criatura que associou o macaco à raça negra. Quem tem o mínimo de conhecimento sabe muito bem que o ser humano é uma evolução dos macacos. Então, todos nós, negros, brancos, amarelos, pardos, índios, loiros de olhos azuis, europeus e asiáticos, somos todos macacos.

O que eu vi na foto? Uma família feliz curtindo o carnaval como qualquer outra. E um menino feliz da vida por, talvez, estar pulando o seu primeiro carnaval.

A maldade está nos olhos de quem vê. 

 

Comments

  1. Meri Pellens says:

    É realmente assombroso o ponto que chegaram esses extremistas de todos os segmentos. Se a fantasia fosse de outro animal não haveria problema, mas daí não faria sentido com Aladim.
    Excelente postagem. Parabéns!
    Bjka!
    M.P.

    • Obrigada Meri!
      Fiquei muito triste quando vi um pai se desculpando. Logo um pai que fez uma das coisas lindas que é adoção e ainda escolheu uma criança negra, que sempre é repelida em relação às outras. Ele não deveria se explicar para ninguém e sim dar o exemplo.
      Super beijo! 😘

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Saminp in Morocco

My journey to Morocco / Minha jornada ao Marrocos

30 antes dos 30

O dia a dia na vida de uma quase balzaquiana

PapodeHomem

Just another WordPress.com site

Spicy Vanilla por Cinthia Ferreira

Tudo o que gostamos de papear com as amigas (e com os amigos também)...

Dia de Beauté

Porque quase nada é tão legal quanto maquiagem

MakeUp Atelier por Cinthia Ferreira

Tudo o que gostamos de papear com as amigas (e com os amigos também)...

%d blogueiros gostam disto: